maio 13, 2008

Ao 13 de maio, dia da abolição da escravatura...


A senzala foi bolsa de valores
Do comércio ilegal da escravidão
(Raimundo Caetano e Zé Cardoso)

Negro novo era ouro no mercado
Negro velho custava mais barato
E sob a mira dos capitães do mato
Quando o negro fugia era caçado
Sendo pego pro tronco era levado
Um sinistro lugar de execução
Um carrasco aplicava a punição
Como exemplo aos futuros disertores
A senzala foi bolsa de valores
Do comércio ilegal da escravidão
(Raimundo Caetano)

http://www.mediafire.com/?wbjbujjfnmb

4 comentários:

BLOG DO BELMONTENSE disse...

parabéns meu amigo poeta!

vc mostra com o seu blog que a poesia está presente em todas as situações e em todo lugar que se imagine!!

grande abraço de um grande apologista da arte

Cantorias e Cordeis disse...

Grato, poeta!
Estou aproveitando e linkando seu blog aqui no Cantorias e Cordeis.

Abraço!

Anônimo disse...

valew por me ajudar!!

lary ferraz disse...

na verdade era pra mim inventar uma poesia de cordel falando sobre aboliçao da escravatura!! mais só pra facilitar decidi escrever seu cordel como se fosse o meu!! tomara q ninguém descubra!! hehe :)