janeiro 13, 2008

A Caçula do Patrão *

Eu sou muito feliz por ser vaqueiro
Me criei no sertão pegando gado
Com o simples olhar de uma pequena
Eu fiquei para sempre apaixonado
Eu pensava que fosse brincadeira
Numa noite tão linda de fogueira
Sem querer segurei na sua mão
Se eu contar pouca gente acredita
Que essa jovem tão meiga e tão bonita
É a filha mais nova do patrão

Quando são cnico horas da manhã
Penso em Deus e pra luta me levanto
Corro a vista no pátio da fazenda
Vejo gado malhado em todo canto
Eu por ser da fazenda um bom vaqueiro
Vou de ponta de pé pelo terreiro
Atendendo aos impulsos da paixão
Sem temer a carranca do pai dela
Da calçada eu me escoro na janela
E dou um beijo na filha do patrão

No final de semana tem forró
E eu termino mais cedo meu trabalho
Dou comida ao cavalo e prendo o gado
Guardo a cela, o gibão e o chocalho
Num horário marcado pra nós dois
Ela chega primeiro e eu depois
O encontro da gente é no salão
Invejosos cochicham sem descanso
Comentando na festa que eu só danço
Com a linda caçula do patrão

O seu pai descobriu nosso namoro
Quem é pobre com rico nunca bole
Ainda bem que na nossa profissão
Não conheço vaqueiro pra ser mole
Decidi-me a falar com o pai dela
E pedi para me casar com ela
Mas o velho zangado disse não
Me botou da fazenda para fora
Desta vez eu vou ter de ir embora
Mas só vou com a filha do patrão
*Nos próximos dias reedito este post dando os devidos créditos ao autor.
Abaixo segue o link para download em mp3 de uma versão linda desta música gravada por Ari Teixeira.

3 comentários:

elmo disse...

muito lindo esses versos
- e se ela não for eu vou tomar uma mais meu compadre Ari Teixeira

Pablo disse...

Quem é o autor dessa linda canção???

Estudos Viquianos disse...

O autor desta canção é o Poeta Ari Teixeira que tenho a felicidade de conhcê-lo pessoalmente. Ontem mesmo estiuve com ele.