julho 28, 2008

Tome o mote !

-
Estarei frequentemente propondo alguns motes
para que os amigos poetas e apreciadores possam
contribuir compondo suas estrofes como comentários.

Este é o primeiro deles:

Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

13 comentários:

Saulo Marx disse...

eu n sei escrever assim. rsrsr
eu escrevo male male em um blog. mas num tem conparação com os repentes dos nosso idolos. eu gosteio muito do seu blog. vou recomendar no meu. sua proposta é nobre. entãnto isso vou tentar escrever aqui ums versos com o mote recomendado. mas ja li adianto q vai demorar um bocado.

cantoriasecordeis disse...

Todo verso é bem vindo, Saulo. Fique a vontade. Vou deixando o meu também...

Pense numa dor danada
Pro cabra que tá sozinho
Repara em cada vizinho
Cada um com a sua amada
Vai beber de madrugada
Quer uma mulher somente
E não tem uma que se sente
Do seu lado no balcão
Como dói a solidão
No meio de tanta gente

BLOG DO BELMONTENSE disse...

E longe da namorada
o cabra fica pensando
A saudade aumentando
Numa angústia danada
Olha pra foto guardada
Mostrando um beijo quente
Fica sozinho e carente
Com o retrato na mão
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

José P silva disse...

Mulheres de meia idade
que o casamento acabou
outro homen nao achou
ela ficou na saudade
tem horas que dar vontade
de um amasso caliente
ve o travesseiro somente
do seu lado no colchão
COMO DOI A SOLIDÃO
NO MEIO DE TANTA GENTE.

Dedé
Campinas SP

José P silva disse...

cantorias e cordeis
o meu blog favorito
aos amigos tenho dito
aqui achei menestreis
repentistas nota dez
de tudo quanto é vertente
os maiorais do repente
aqui só tem campeão
COMO DOI A SOLIDAO
NO MEIO DE TANTA GENTE

Dedé
campinas SP

Carlos Aires disse...

Viver sozinho nos traz
Tristeza e melancolia
Leva embora a alegria
E a saudade até faz
Com que se sinta incapaz
Sem ânimo e imponente
E também com que lamente
A triste situação
Como dói a solidão
No meio de tanta gente

Anônimo disse...

Raí Santos

ja amei e fui amado
mulheres tive demais
roubei filhas de seus pais
por ser bem apessoado
namorei e fui namorado
hoje em dia estou carente
de amor vivo doente
não arranjo nem canhão
como doi a solidao
no meio de tanta gente

Fernando Felipe disse...

Assim vai passando o dia
Lembrando do seu passado,
Onde vivia acompanhado
de amizade e alegria,
o que fez, o que faria,
tomar whisky ou aguardente,
mentir que é o mais valente
e sorrir da discussão,
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

//Anizio disse...

Essa dor é camuflada
Roendo dentro da gente
Maltrata qualquer vivente
Mas não posso fazer nada
Só pensando na danada
Que dela sou dependente
Vivo desde adolescente
Sofrendo nesta aflição
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

= = = = = = = = ==
//anizio

//Anizio disse...

Já vi um rapaz chorando
O porque ninguém sabia
E enquanto ele sofria
O povo era perguntando
As lágrimas iam rolando
Ele quase inconsciente
Muito pálido e deprimente
Com mágoa no coração
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

******************
//Anizio

Plínio Alves disse...

Tenho mais de trinta outonos
Nos espinhaços muitas dores
Pra mais de duzentos amores
Duzentos e um abandonos!!
Mile e num sei quantos sonhos
Uma ilusão somente
Que vive pertinentemente
Batendo no coração...
Como doi a solidão
No meio de tanta gente

//anizio disse...

Em vez de chorar sorria
Escondendo o sofrimento
Sem mulher é um tormento
viver só de noite a dia
Sente a tesão e agonia
Sem mulher é deprimente
Não conheço um só vivente
Que viva sem relação
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.

//Anizio

Edjovaldo disse...

Quando me coloco a pensar
No passado que não volta,
Aperto de novo na nota
Que sempre está a ressoar
A razão de Deus deixar,
Restando só um vivente
Ainda hoje, quem vê sente
Essa minha mutilação
Como dói a solidão
No meio de tanta gente.